Valor pode aumentar conforme recursos deixados no caixa único

O governo do Estado projeta, nesta segunda-feira (30), que conseguirá pagar em dia – na manhã de terça-feira (31) – os salários de julho dos servidores do Executivo que ganham até R$ 1,2 mil. O valor exato da faixa contemplada será anunciado no fim da tarde desta segunda pela Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Apesar da previsão, a faixa paga em dia pode ser um pouco mais alta, caso haja dinheiro de demais poderes e órgãos, como o Judiciário e o Detran, disponível no caixa único do Estado.

Além dos salários, o governo deposita, no fim de cada mês de 2018, uma das parcelas do 13º salário de 2017 – que não foi pago em dia.

Histórico

Com o parcelamento dos vencimentos de julho, serão 32 meses de pagamentos atrasados na gestão de José Ivo Sartori. Em 2015, foram dois meses com parcelamentos. Em 2016, os vencimentos foram parcelados em 11 meses, de fevereiro até dezembro. Em 2017, houve atrasos em todos os meses – o que se repete desde janeiro deste ano.

Em setembro do ano passado, o governo do Estado mudou a forma de efetuar os parcelamentos. Até então, o Piratini pagava parcelas iguais para todos os servidores, conforme havia recursos. Desde setembro de 2017, diante dos recursos em caixa, o governo paga primeiro a integralidade dos salários mais baixos e, conforme ingressam recursos, a totalidade dos salários mais altos.

Fonte: Zero Hora/Gabriel Jacobsen